Amélia Rodrigues: acusado de atirar em aluno soldado da PM, de assassinar uma idosa e atear fogo em ônibus escolares tomba em confronto com a polícia

Rogério Silva Cordeiro morreu em confronto com policiais militares na manhã desta quinta-feira (8), por volta das 5:30min, na localidade da Fazenda Campos, zona rural de Amélia Rodrigues, durante confronto com a PM.

O jovem de 20 anos, é suspeito de ter atirado em um aluno a soldado, e ainda apontado pela polícia como um dos autores do incêndio criminoso aos ônibus escolares em Amélia Rodrigues e homicida de uma idosa de 65 anos no do aniversário da cidade, bem como fez outras vítimas em sua extensa trajetória criminosa. 

De acordo com o boletim de ocorrência, a polícia recebeu informações de que os elementos da Rua da Palha estavam escondidos nos fundo de um campo de futebol na Fazenda Campos.

Diante dessas informações, os militares foram até o local, onde encontrou quatro indivíduos que após ser dada voz de abordagem atiraram contra a guarnição que revidou, conforme informações da polícia. Cessado os disparos contatou-se que Rogério estava no chão, com ele foi encontrado um revólver calibre 38 com a numeração suprimida, com 4 munições deflagradas e 1 intacta. No local a polícia ainda encontrou duas motos: uma CG FAN 150 prata de placa JQR 8311, com restrição de roubo, e outra CG FAN preta com chassis suprimido, também objeto de roubo.

A polícia ainda chegou a prestar socorro ao suspeito, entretanto ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Os outros três elementos conseguiram fugir. 

Comentários
Loading...