Polícia Militar auxilia Polícia Civil durante rebelião na carceragem da Delegacia de Alagoinhas.

Na manhã desta terça-feira (31/07), o Centro Integrado de Comunicação – CICOM – foi informado de que estava acontecendo uma rebelião na carceragem da Delegacia de Polícia, em Alagoinhas. Cerca de 60 encarcerados estouraram os cadeados de todas as grades e, em forma de protesto, mantiveram-se fora das celas.

O oficial coordenador de área do 4° BPM foi acionado e, prontamente, mobilizou 3 guarnições policiais da CETO e equipe de controle de distúrbio civil, a fim de averiguar a situação e tomar as medidas cabíveis. Constataram que os detentos já estavam ultrapassando a última contenção, objetivando a fuga em massa.

Devido às ações integradas entre PMBA e PC, os intentos dos rebelados foram barrados. Após as ações policiais de controle e retomada do controle, foram realizadas vistorias, revistas e contagens na carceiragem, constatando-se, desta forma, que não houve fuga.

Por conta da rápida resposta, os encarcerados não obtiveram êxito em seus intentos. Não houve reféns, tampouco fuga. Assim, não restam dúvidas de que os policiais do 4° BPM agem em todas as circunstâncias que os diplomas legais lhes autorizam, levando em conta as técnicas e táticas policiais e equipamentos necessárias à atuação.

A ação, contudo, foi controlada logo após ser iniciada e a polícia, em revista nas celas, acabou apreendendo armas brancas, celulares, carregadores e pen drives. 

Por conta do motim, alguns reparos deverão ser realizados nas celas, porém não houve a necessidade de remanejar nenhum preso. Atualmente, 60 detentos estão custodiados na delegacia, no entanto, ela tem capacidade para 38.

Comentários
Loading...