FAB abre investigação sobre acidente que matou Ricardo Boechat

Uma investigação para apurar as causas do acidente de helicóptero que levou à morte do jornalista Ricardo Boechat foi aberta hoje (11) pela Força Aérea Brasileira.

Em nota, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos informou que o processo se encontra em fase inicial, com a perícia do local do acidente e a coleta de depoimentos.

De acordo com a nota, a investigação tem como objetivo prevenir que novos acidentes parecidos ocorram. O objetivo da ação inicial é fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

O jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu na queda de um helicóptero no Rodoanel no início da tarde desta segunda-feira, 11. A aeronave caiu no quilômetro 7 do Rodoanel, próximo ao acesso à rodovia Anhanguera, próximo a chegada a São Paulo, em cima de um caminhão.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM, além de ser colunista da revista IstoÉ. Ele é ganhador de três prêmios Esso e trabalhou no Estado. O piloto e o copiloto da aeronave e o motorista do caminhão também morreram.

A confirmação da morte do jornalista veio da direção de jornalismo da Band ao Estado. Ele estava voltando de Campinas, onde tinha ido dar uma palestra.

O helicóptero não era da emissora de televisão.

O apresentador José Luiz Datena interrompeu a programação da Band nesta tarde para confirmar a morte de Boechat. Emocionado, Datena disse que ele era “uma pessoa especial” e um dos maiores jornalistas do País.

Acidente

Segundo o Corpo de Bombeiros, a aeronave caiu em cima de um caminhão que trafegava pela via, no sentido interior, próximo à praça do pedágio. O motorista do caminhão foi socorrido pela concessionária.

Os bombeiros informaram que 11 viaturas foram deslocadas para o local para o resgate.

Ainda de acordo com os bombeiros, a aeronave que caiu era do modelo BELL PT HPG.

Foram feitas interdições parciais na pista do Rodoanel, sentido Perus, e na Anhanguera, sentido Jundiaí. A concessionária CCR Rodoanel informou que os motoristas podem acessar a Anhanguera, no sentido São Paulo, e pegar um retorno no quilôemtro 18 para seguir para o interior.

 

Comentários
Loading...