Presidenciável Jair Bolsonaro é denunciado por crime de racismo

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) os deputados federais Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Jair foi acusado de racismo contra negros, quilombolas, refugiados, mulheres e LGBTs durante palestra no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, em abril de 2017.

 CLICK E PARTICIPE DO GRUPO DO FACEBOOK DO SITE SÃO GONÇALO NEWS

No discurso, de cerca de uma hora, ele teria usado “expressões de cunho discriminatório, incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais”. Entre elas, uma em que disse que as comunidades tradicionais “não fazem nada” e “só servem para procriar”.

Já Eduardo foi acusado por ameaça à jornalista Patrícia Lélis, ex-assessora do deputado Marco Feliciano (PSC-SP).

Comentários
Loading...